Porque os móveis estragam na praia? 

O que é o fenômeno da maresia? O grande volume de água do mar sofre com evaporação constante e toda vez que uma onda arrebenta na praia, bilhões de gotas de vapor de água sobem para o ar. Acontece que a água do mar é composta por diversos elementos, como o sal. 

Na natureza, plantas mais resistentes formavam uma barreira natural para conter essas partículas. Mas, como a construção civil avançou sobre essas áreas, os próprios prédios passaram a representar essa barreira. E como nem todo material é resistente ao sal, resta aos moradores arcar com os prejuízos. 

A maresia pode chegar a cerca de 50 metros de altura e, caso o prédio que está diante do mar tenha altura inferior a essa, ela acaba afetando também as edificações que estão na parte de trás. E quanto mais próximo do solo é o imóvel, maior o impacto. 

Assim, uma névoa de água e sais costuma invadir as cidades litorâneas, danificando móveis e objetos feitos de ferro, devido ao processo de oxidação. Não são apenas os objetos de ferro que sofrem com a maresia, uma vez que essa névoa também aumenta a umidade desses locais, danificando a madeira. 

Por isso, se você está pensando em mobiliar a sua casa de praia, deve evitar um erro comum: levar os móveis de sua casa antiga para esse local. Muitas pessoas aproveitam esse momento para remobiliar sua casa principal e reutilizar os móveis antigos na casa de praia, sem nem mesmo verificar qual foi o tipo de revestimento que eles receberam — e se esse revestimento suporta a maresia. 

Quer saber como evitar que a Maresia estrague sua casa de praia? Leia “Qual melhor material para Casa de Praia?” e aproveite também para ver dicas de “Como fazer a Decoração da sua Casa de Praia? 

Acompanhe nosso blog e siga nossas redes sociais! Fique por dentro das tendências do mercado de móveis e decoração além de dicas incríveis para tornar a sua casa um ambiente ainda mais agradável e sofisticado! 

>